Vanessa Ananias Malacrida Poetisa e Educadora
Para conhecer as maravilhas das águas profundas é preciso abandonar a segurança do porto!
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

O meu olhar
O meu olhar não é azul como o céu
Mas é dourado como o mel
É incisivo e penetrante como o sol.
É assim, incisivo e penetrante
Porque não foge e não desvia ...
Se  fugisse e desviasse
Não seria eu...

O meu olhar tem cor de mel
Nem sempre é doce, mas nunca é fel!
É envolvente, fixo e tem foco.
É assim fixo e firme, e até feroz às vezes,
Se for preciso
Porque gosta de enxergar além...
Além das aparências, além dos mitos,
Além das hipocrisias e das máscaras,
Além até mesmo dos fatos...
E chegar à essência.


Poema publicado na Antologia de Poetas Brasileiros Contemporâneos - Volume 124 - Maio de 2015
Vanessa Ananias Malacrida
Enviado por Vanessa Ananias Malacrida em 27/12/2016


Comentários